PARCELAMOS EM 4 VEZES SEM JUROS OU EM ATÉ 12 VEZES

Cd Miriam Batucada - Amanhã Ninguém Sabe

COD: 809274657725

R$ 250,77
Loading...

# Descrição do produto

(RARIDADE)


Neta de italianos, nasceu no dia 28 de dezembro de 1946, mas foi registrada pelo pai somente e 1 de janeiro de 1947, data que constava em todos os seus documentos oficiais. Cresceu no bairro da Mooca, em São Paulo. Aprendeu a batucar com as mãos com uma amiga de infância. Com 6 anos já tocava harmônica e com 14 anos começou a tocar violão. Estudou num curso técnico de digitadora da IBM e trabalhou na Arno, de onde foi despedida por batucar no teclado. Em 1967 participou de um programa de TV de Blota Jr. Essa apresentação durou mais de duas horas e a cantora tocou vários instrumentos e apresentou sua famosa batucada com as mãos, que tornaram-se sua marca registrada. Por conta da repercussão dessa apresentação na TV, começou a ser agenciada por Marcos Lázaro, um dos empresários artísticos mais importantes da época, e assinou contrato com a TV Record, participando do programa de Sonia Ribeiro e em seguida ganhando um programa ao lado do cantor Ronnie Von nas tardes de sábado. Ganhou nessa época da jornalista Cidinha Campos o apelido Miriam da Batucada , que a cantora adotou com a supressão do de , passando a ter o nome artístico de Miriam Batucada . Gravou o primeiro disco em 1967, um compacto com as músicas Batucando com a mão (Renato Teixeira) e Plac Tic Plac Plac (Waldemar Camargo / Walter Peteleco). Começou a ganhar popularidade e a ser convidada para apresentações no Brasil e no exterior, tendo feito shows nos Estados Unidos, Itália, França e Portugal. Apesar do sucesso e popularidade, Miriam gravou poucos discos. Após essa fase inicial só voltou a aparecer em disco quando dividiu com Raul Seixas, Sergio Sampaio e Edy Star o LP Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10 , em 1971, cantando duas músicas: Chorinho inconsequente (Sergio Sampaio / Erivaldo Santos) e Sou tabaroa (Antonio Carlos / Jocafi). O primeiro disco solo, Amanhã Ninguém Sabe , só veio em 1974, lançado pela gravadora Chantecler, com alguns sambas clássicos da MPB e músicas próprias. Nas décadas seguintes gravou mais alguns compactos, lançando o segundo álbum, Alma da Festa , somente em 1991, de forma independente. Apesar de musicalmente bastante tradicional, Miriam era conhecida pela personalidade alegre, criativa e aberta a novas experiências. Faleceu em 1994 em seu apartamento no bairro de Pinheiros, vítima de um enfarto fulminante, tendo sido o corpo encontrado por sua irmã, Mirna, que vivia em Maringá, Paraná, 21 dias após a morte.

NESTE DISCO

1974 - Amanhã Ninguém Sabe (Chantecler)
1. O Que Vier Eu Traço (Alvaiade / Zé Maria)
Teco-Teco (Pereira Costa / Milton Villela)
2. Chuá, Chuá (Pedro de Sá Pereira / Ari Pavão)
3. Apanhei Um Resfriado (Leonel Azevedo / Sá Róris)
4. Felicidade (Lupicínio Rodrigues)
5. Meu Romance (J. Cascata)
6. Você É Seu Melhor Amigo (Míriam Batucada)
7. Eu Quero É Botar Meu Bloco Na Rua (Sérgio Sampaio)
Amanhã Ninguém Sabe (Chico Buarque)
8. Acertei no Milhar (Wilson Batista / Geraldo Pereira)
9. Você Vai Se Quiser (Noel Rosa)
10. Tudo Em P (Jorge Nóbrega / Ângelo Delatre)
11. Conversa de Samba (Denis Brean / Osvaldo Guilherme)
12. O Show Já Terminou (Roberto Carlos / Erasmo Carlos)


Powered by E-Com Plus